X
    Escrito por Danielle Jardim
    Postado em 26 de julho de 2018, na categoria Protagonismo

    Qual a primeira palavra que vem na sua mente ao pensar em empreendedorismo no turismo? Criatividade, ideia, experiência, inovação, investimento? É comum acharmos que para empreender nós precisamos primeiro ter um ideia inovadora.

    Certamente você vai precisar ter uma ideia, mas isso não quer dizer que ela precise ser nova, algo que ninguém nunca pensou antes ou algo que ninguém havia inventado. Se o McDonald’s não existisse eu diria que a possibilidade de criar um negócio tendo como base um existente seria completamente impossível.

    Vejo muita gente perder tempo pensando em ter uma ideia, em criar algo que a indústria nunca ouvir falar e que transforme a vida do turista enquanto estiver viajando e não tem nada de errado em querer isso, mas talvez a oportunidade não está na criação de uma ideia, mas sim, na reinvenção de um serviço ou um produto.

    Você pode reinventar um serviço

    O Valdir da Pipoca não inventou a profissão do profissão do pipoqueiro e muito menos a pipoca, mas reinventou a maneira de vender pipocas e hoje dá palestras por todo país inspirando e motivando futuros empreendedores.

    empreendedorismo no turismo Bom, se você vai vender pipoca em um quarteirão onde há outros vendedores de pipoca, além do comércio local como concorrência, você tem que se diferenciar por algum motivo.

    O que o Valdir fez foi simplesmente entender que mesmo vendendo um produto simples, ele pode se diferenciar em diversas características. No caso dele, a diferenciação começa na apresentação pessoal, pois faz questão de vestir um uniforme branco para deixar que evidencia a sua preocupação com a higienização alimentar.

    Mas você deve estar pensando: quem me garante que ele troca o uniforme todo dia? Bem, cada uniforme seu tem estampado o dia da semana. Além disso ele oferece um kit higiene totalmente gratuito com fio dental, guardanapo e um bala de hortelã para os clientes, sem custo adicional.

    Você pode reinventar através de um problema

    O filme “Fome de Poder” conta a história dos irmãos McDonalds, os criadores do fast food mais conhecido do mundo. Não vou dar spoilers, mas o que os irmãos McDonalds fizeram foi simplesmente reinventar os Drive Ins daquela época e focar no que eles realmente vendiam: refrigerante, a batata e o hambúrguer.

    Além disso, segundo o filme, o que deixava os irmãos mais incomodados no serviço de drive ins daquela época era a demora na entrega dos pedidos, que duravam entre 20 a 30 minutos para serem entregues no carros. Eles criaram então o Speedee Service System como uma tentativa de diminuir o tempo de espera e funcionou! Trocaram talheres e pratos por guardanapos e sacolas para que as pessoas pudessem comer na praça, no carro, em casa ou onde quiserem.

    Assim como eles fizeram, você também pode fazer no turismo. Pense rapidamente, qual o principal problema que você já teve durante uma viagem? Ou, qual a principal reclamação que você recebe dos clientes na empresa que trabalha?

    Por exemplo, se o problema principal que você observa no Trip Advisor é que muitos viajantes reclamam de mau atendimento em hotéis de pequeno porte, albergues e pousadas, o que você poderia fazer então para tentar mudar esta realidade?

    As oportunidades são variadas, você pode oferecer um serviço de consultoria para estas pequenas empresas ou até mesmo buscar uma especialização em Gestão de Pessoas e abrir uma empresa de recrutamento e treinamento para empresas turísticas.

    Como enxergar oportunidades em mercados existentes?

    Assim como passar o dia todo pensando em ter uma ideia brilhante, você só conseguirá enxergar oportunidades se estiver conectado ao mercado e as suas principais tendências e desafios. Há relatos sim de gente que abriu um negócio enquanto estava sentado no sofá, mas se tratando de turismo, as oportunidades surgem através da imersão, das viagens e do contato direto com a atividade.

    A Hotel Quando, por exemplo é uma startup que oferece o serviço de hospedagem por algumas horas. Sim, na hotelaria temos o serviço de Day Use, mas não seria mais em conta pagar apenas pelas horas que você vai gastar no quarto durante uma viagens de negócios?

    Gostou das dicas? Então você vai gostar também do nosso texto sobre a Estratégia do Oceano Azul pra você aplicar na sua carreira e no mercado 😉

    Deixe uma resposta

    Seu email não será publicado.



    *

    Receba toda semana nossas dicas,
    entrevistas e ideias pra você inserir no turismo e na sua carreira.

  • Tá Tendo Evento

    A gente te conta quais os eventos estão acontecendo por aí pra você se programar com calma.
  • Inseri uma Ideia

    Fique de olho nas empresas fundadas e gerenciadas por turismólogxs. A próxima pode ser a sua!
  • Protagonismo

    Nossas dicas de currículo, entrevista e branding pessoal pra você.
  • |