PRÁTICAS DA INSUSTENTABILIDADE PELA HOTELARIA NO RETORNO DO SETOR
Redatores de Ideias agosto 28, 2020 PRÁTICAS DA INSUSTENTABILIDADE PELA HOTELARIA NO RETORNO DO SETOR
Escrito por Redatores de Ideias

Não há dúvidas que após uma paralisação forçada, o setor turístico e hoteleiro são os mais afetados e prejudicados pela pandemia do coronavírus. E para retomada que já ocorre gradualmente, os hotéis e pousadas que devem seguir os decretos municipais com ocupações que variam entre 20-50% da capacidade máxima. Assim, a importância do planejamento para o retorno das atividades deve ser muito bem elaborada pelos gestores para que cumpram os requisitos e protocolos de biossegurança como prevenção a disseminação da COVID-19.

Nesta perspectiva, para conquistar a confiabilidade dos futuros hóspedes, o retorno planejado pelos meios de hospedagem deve ser adesão às medidas básicas de higiene e limpeza para evitar a proliferação do coronavírus. Para isso, estes estabelecimentos devem obedecer ao decreto municipal e se preferir, seguir os protocolos padronizados estabelecidos pelo Ministério do Turismo junto com o trade das 15 segmentações turísticas em parceria com a Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária). Àqueles de desejam adotar medidas que contribuam à questão da segurança e higiene, podem solicitar o selo “Turismo Responsável – limpo e seguro”, práticas associadas a minimizar os impactos da pandemia e preparo do setor às atividades, sendo destinados ao segmento em situação regular no Cadastur (Cadastro de Prestadores de Serviços Turísticos).

A retomada às atividades hoteleiras não é tão otimista, já que o setor também depende do incremento de voos, porém, para os empresários dos meios de hospedagem traz um certo alívio e esperança após viver momentos de perplexidades. A previsão para essa fase inicial seja um grande desafio, espera-se baixas taxas de ocupação, que por seguinte compromete a liquidez financeira e manutenção da empregabilidade dos funcionários. Mas, principalmente, com os custos adicionais de equipamentos de segurança (EPI) e seguir as inúmeras exigências dos protocolos de biossegurança.

Contudo, na tentativa de gerar “uma boa impressão”, medidas insustentáveis estão sendo praticadas pelos meios de hospedagem na intenção de garantir qualidade e segurança, ora hóspede, ora funcionário para evitar a contaminação pelo vírus. A prioridade é à limpeza e não há dúvidas, todavia, não está se estabelecendo esforços para redução de plásticos descartáveis de uso único, no qual estão sendo usados para embalar: talheres, chaves de apto, kit amenidade, toalhas de banho, além de luvas cirúrgicas e equipamentos essenciais.

Os plásticos são os mais baratos e práticos em curto prazo, porém ao longo do tempo custará muito caro para o meio ambiente. O uso excessivo de plásticos e principalmente o descarte incorreto impacta negativamente no meio ambiente, na qual estes materiais podem parar nos oceanos, contaminando a vida marinha e colocando em risco à saúde humana.

Outra prática insustentável na retomada, principalmente vivenciada pelos meios de hospedagem de pequeno e médio porte, é o despeito a legislação trabalhista. Os poucos funcionários à disposição, retomaram as funções laborais em escala multifunção. O setor que atualmente se depara com débitos anteriores pré-pandemia não consegue em primeira instância a fluidez do capital de giro, consequentemente mantem a redução de funcionários, estes a fim de manter sua empregabilidade e renda, desdobram-se para atender os anseios da gestão.

Com a vigência da Medida Provisória (936/2020), em que permite a redução da carga horário do trabalho e a suspensão temporária da empregabilidade dos funcionários por alguns meses em estado de calamidade pública, assegurou para muitos a manutenção dos empregos, no entanto, é preciso também um alinhamento com uma boa liderança para manter à saúde e o bem-estar do funcionário.

A liberação do aporte de R$5 bilhões para o setor do turismo para acesso ao crédito permite atender as demandas de urgência do trade, de modo a pensar que é possível um planejamento cuidadoso das empresas com o meio ambiente como o todo.

Gerir as operações ao longo da retomada possui efeitos abruptos que compõe treinar a equipe, valorizar o funcionário e zelar pela saúde de todos. Neste sentindo, faz-se-à necessário também ajustes sustentáveis à hotelaria e adotar iniciativas nesse posicionamento pode custar caro para muitos negócios. Dentre algumas ideias pode-se citar: eliminação do uso de canudos e a diminuição de sacolas plásticas, utilizar garrafas de vidro para servir bebidas, as amenidades também em vidro e tampa em refil para reposição do produto – valendo para o álcool gel, talheres biodegradáveis e outros.


Quem escreveu? Este texto é da Camila Costa, apesar de não parecer tenho 25 anos, risos. Em 2014 entrei para a universidade estadual – UNEB (Universidade do Estado da Bahia) para cursar turismo e hotelaria, com certeza eu considero um dos grandes feitos que até então realizei. Vivenciar a Universidade amplia e sistematiza uma visão do mundo e seus aspectos. Atualmente, por causa da pandemia estou em home office, trabalho para uma agência de turismo segmentada para o turismo pedagógico (muito provavelmente farei um texto também para o blog falando sobre) e por enquanto estamos sem expectativas para a retomada devido a situação atual. Ah, sobre o que eu gosto de fazer e que espalho para todos a minha volta é o quanto eu amo pilates, amo, amo mesmo, de paixão. Adoro a desenvoltura para realizar as atividades que muito dizem ser difícil. É isso.

Deixe seu e-mail para receber em primeiro mão os conteúdos que chegam e para ficar por dentro das novidades que estão por vir!
Escrito por Redatores de Ideias

Redatores de Ideias são publicações de quem ama escrever e estudar sobre a viagem.

Deixe uma resposta

Seu email não será publicado.


Nenhum comentário

Mostrar comentários
Últimas histórias
Loading
Redatores de Ideias

Com efeito catástrofe, a pandemia COVID-19 abalou diversos setores da economia mundial e o turismo faz parte deste efeito dominó. […]

Loading
Redatores de Ideias

Não há dúvidas que após uma paralisação forçada, o setor turístico e hoteleiro são os mais afetados e prejudicados pela […]

Loading alma turismóloga
Dicas

A Alma Turismóloga não é apenas uma loja virtual, ela nasceu para transformar a maneira como você encara a sua carreira no turismo.

Loading turismo pós codiv-19
Dicas

Confira dicas e insights para o setor quando o turismo pós codiv-19 chegar, tanto para quem atua no mercado quanto pra quem quer ingressar.

Loading
Redatores de Ideias

Autoestima é uma das palavras que mais vem sendo usada nos últimos tempos, estamos em um momento de entender e […]

Loading negócio em turismo
Dicas

Quer ter um negócio em turismo? Confira dicas e vantagens de iniciar sua jornada empreendedora no universo online com turismo!

Loading
Protagonismo

Tá pensando em enviar currículos? Não mande sem antes preencher corretamente o seu objetivo profissional.

Loading
Motivação

O turismo está precisando de mais fazedores, acreditadores, sonhadores com capacidade para realizar coisas incríveis para o turismo e para nossa profissão.